Serviços - pgr

O que é?

O Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) tem como principal objetivo prevenir a ocorrência de acidentes ambientais que possam colocar em risco a integridade física dos trabalhadores, bem como a segurança da população e o meio ambiente.

Assim, para a sua efetividade, o PGR deverá ser estruturado contemplando todas as ações necessárias para a prevenção de acidentes ambientais, bem como para a minimização de eventuais impactos caso ocorram situações anormais.

Como a KF pode ajudar?

Através de cursos, palestras e textos informativos a KF Medicina do Trabalho irá auxiliar e aboradar junto à sua empresa todas as informações necessárias para orientar sobre o PGR e como desenvolvê-la adequadamente para que seus funcionários tenham dimensão da importância e responsabilidade da segurança no trabalho.

O QUE DEVE CONTER NO PGR?

-> Informações de segurança de processo;

-> Revisão dos riscos de processos;

-> Gerenciamento de modificações;

-> Manutenção e garantia da integridade de sistemas críticos;

-> Procedimentos operacionais;

-> Capacitação de recursos humanos;

-> Investigação de incidentes;

-> Plano de ação de emergência (PAE);

-> Auditorias.

O QUE A PAE DEVE CONTEMPLAR?

Tanto para os empreendimentos de médio e grande porte como para os de pequeno porte o PAE – Plano de Ação de Emergência, deve contemplar os seguintes aspectos:

-> Estrutura do plano;

-> Descrição das instalações envolvidas;

-> Cenários acidentais considerados;

-> Área de abrangência e limitações do plano;

-> Estrutura organizacional, contemplando as atribuições e responsabilidades dos envolvidos

-> Fluxograma de acionamento;

-> Ações de resposta às situações emergenciais compatíveis com os cenários acidentais considerados, de acordo com os impactos esperados e avaliados no estudo de análise de riscos, considerando procedimentos de avaliação, controle emergencial (combate a incêndios, isolamento, evacuação, controle de vazamentos, etc.) e ações de recuperação;

-> Recursos humanos e materiais

-> Divulgação, implantação, integração com outras instituições e manutenção do plano;

-> Tipos e cronogramas de exercícios teóricos e práticos, de acordo com os diferentes cenários acidentais estimados;

-> Documentos anexos: plantas de localização da instalação e layout, incluindo a vizinhança sob risco, listas de acionamento (internas e externas), listas de equipamentos, sistemas de comunicação e alternativos de energia elétrica, relatórios, etc.